Por Simone Oliveira

Todos os dias somos vencidos um pouquinho pelo medo.

Quando esquivamos nosso olhar do espelho,

Quando não enviamos a mensagem,

Quando disfarçamos o sentimento,

Quando desistimos de ir,

Quando calamos nossa voz,

Quando engolimos o choro para não parecermos fracos,

Quando seguramos o riso para não parecermos bobos,

Quando não experimentamos aquela roupa,

Quando não degustamos um prato desconhecido,

Quando não aceitamos uma tarefa diferente,

Quando dispensamos o novo amigo,

Quando fechamos os olhos para o amor,

Quando não acreditamos em nossa capacidade,

Quando não desafiamos os obstáculos,

Mais que perdemos para o medo,

somos vencidos por W.O,

não comparecemos ao jogo.

Apenas, nos vestimos de descrédito e covardia.

E, há ainda aqueles que acreditam numa conspiração do destino,

que não surgiram as oportunidades.

Será que mais se orgulham por não terem errado ou mais se arrependem por não terem vivido?

Simone Oliveira Vieira Peres

Professora da rede municipal de ensino, licenciada em Letras (UNEMAT), mestra em Estudos de Cultura Contemporânea (UFMT) e pós-graduanda em Docência para o Ensino Técnico e Profissionalizante (IFPA).

 

Publicidade