Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública a violência voltou a crescer em todo país. Mas no Pará, ela segue diminuindo, fato constante desde que Helder Barbalho assumiu o governo do Estado.

O aumento do número de homicídios no país é de 7,1% em média. No Pará, os homicídios caíram mais 25,1%. A comparação do Anuário Brasileiro de Segurança Pública comparou números do primeiro semestre de 2019 com o primeiro semestre de 2020 – ou seja, o período da pandemia já está incluso no estudo. A queda de 2019 para 2018 já havia sido de 21,6% gerando um acumulado de quase 46,7% em dois anos.

Segundo fontes da Segup/PA e especialistas em segurança, há algumas razões para a queda contínua dos números da violência, especialmente na região metropolitana de Belém:

1 – Enfrentamento do Estado com facções do crime organizado, com a retomada do controle dos presídios;
2 – Enfrentamento do Estado com milícias e organizações pára-militares, como a prisão de milicianos da Chacina do Guamá em tempo recorde, além de prisões e investigações rápidas em crimes no campo envolvendo conflito de terras;
3 – Aumento de efetivo e equipamento, com a entrega de novas viaturas e compra, pela Polícia Civil de equipamentos de inteligência. Estes equipamentos foram utilizados em pelo menos quatro operações contra facções que resultaram em prisões.
4 – Ações do TerPaz, que levam a presença do Estado em áreas de maior vulnerabilidade social;
5 – Construções das Usinas da Paz, em parceria com iniciativa privada, que apontam para a continuidade das ações sociais e de uma política de segurança estável.

Publicidade