Lucas Leonardo de Sousa Garcia morreu em uma intervenção policial em Parauapebas. Seus comparsas, Edson Alexandria Veloso, 39 anos de idade, e Paulo Rubens dos Santos Silva, de 29, foram presos acusados de assaltar uma residência e manterem pessoas reféns.

De acordo com o cabo PM Hélio, era por de 01h30 da madrugada de sábado (20) quando sua guarnição foi acionada via Centro de Controle Operacional (CCO) com a informação de que no bairro Cidade Jardim, primeira etapa, estaria acontecendo um assalto em uma residência e que possivelmente os indivíduos estaria dentro da casa, mantendo a família refém.

Em ato contínuo, ainda segundo o policial a guarnição se deslocou até o local, onde constatou a veracidade dos fatos. “Realmente havia três indivíduos dentro da residência já se preparando para deixar o local levando os pertences e o veículo das vítimas. De imediato tomamos posição e pedimos que eles saíssem e se entregassem, momento em que um deles correu para os fundos da residência e nós cercamos o local. O rapaz identificado como Lucas pulou o muro, sacou uma pistola e efetuou um disparo em direção à guarnição, que revidou a injusta agressão efetuando um disparo contra o mesmo, que foi atingido” contou o PM, acrescentando que ele foi socorrido e conduzido ao hospital, mas mesmo veio a óbito enquanto que os outros dois foram capturados e conduzidos para delegacia.

Segundo a vítima, os indivíduos adentraram a residência e renderam um casal de irmãos e fizeram ‘o limpa’, pegando vários pertences das vítimas, colocando no veículo.

(Neide Folha)

Publicidade