Carlos Daniel dos Santos Meira, o “Carlota”, morreu na tarde de sábado (03), acusado de tráfico de drogas no bairro Altamira em Parauapebas.

A PM recebeu denúncia que na Rua Pedro Álvares Cabral, esquina com a Rua Amsterdã, havia um fluxo intenso de pessoas envolvidas em tráfico de drogas.

Continua depois da publicidade

Ao chegar ao local da denúncia a PM se deparou com Carlos Daniel vulgo ” Carlota ” que imediatamente empreendeu fuga e pulou um dos muros no local. A Polícia seguiu o traficante que efetuou vários disparos contra os policiais. O acusado ainda saiu atirando por todos os lados, ameaçando moradores daquela região. Foi necessário reforço militar para deter o traficante que continuou atirando. Os PMs em legítima defesa revidaram a injusta agressão e “Carlota ” acabou ferido, mas não resistiu. Segundo os policiais foi solicitado socorro ao SAMU e Corpo de Bombeiros, haja vista que o baleado ainda apresentava sinais vitais, porém, devido a demora, o baleado foi conduzido por uma VTR da própria PM, ao Hospital Municipal de Parauapebas, onde foi constatado o óbito.

Conforme relato dos policiais, no local onde estava o autor dos disparos foi apreendido três pequenas embalagens plásticas contendo substancia conhecida por crack, pesando 3,2 gramas.

Ainda segundo a polícia, “Carlota” fazia parte de facção criminosa na região onde tombou, e também tinha várias passagens pela polícia por assalto e tráfico de entorpecente, em Parauapebas e Canaã dos Carajás. No próprio bairro ele foi reconhecido por duas mulheres como sendo autor do assalto que teria sofrido meses atrás. (N.F)

Publicidade