Em coletiva de imprensa na manhã desta sexta (3), vice-prefeito de Canaã dos Carajás anunciou sua saída do PT e o pedido de ingresso no MDB. Questionado sobre as eleições do ano que vem, Alexandre afirmou que está à disposição do grupo político e jamais se lançaria em outra base

>

Parceiro de Jeová Andrade há quase oito anos, vice-prefeito mais atuante da história de Canaã – tendo assumido o exercício por 120 vezes –  e nome mais forte do PT no município, Alexandre Pereira concedeu entrevista coletiva à imprensa local na manhã desta sexta-feira (3). Na ocasião, o vice anunciou que está deixando o Partido dos Trabalhadores e apresentou a carta com o pedido de ingresso no Movimento Democrático Brasileiro (MDB).

O blog Fala Sério participou da coletiva e levou a Alexandre alguns questionamentos que a comunidade faz um ano antes das eleições de 2020. O vice explicou que deixar o PT, partido do qual já é membro há 30 anos, é uma decisão política, estratégica e “uma resposta à parceria firmada com o MDB já há tantos anos”.

De acordo com Alexandre, a escolha tem razões maiores que a esfera municipal. “Esse é o resultado de uma análise do momento político no país. Entendo que, neste momento, essa é a melhor decisão, tive apoio dos meus colegas de PT e fui autorizado a deixar o partido. Mas ele segue firme aqui em Canaã.” Questionado sobre insatisfações com a sigla, o vice falou. “Existem, claro, mas o PT me deu muito mais alegrias do que tristezas.”

Eleições 2020

Sem esconder o desejo de ser o sucessor de Jeová Andrade na gestão de Canaã dos Carajás, Alexandre disse que está à disposição do atual grupo político. “É claro que tenho pretensões, mas não tenho nenhuma vaidade. Caso o grupo decida que o meu nome é o melhor, vamos trabalhar para isso. Se não, seguimos o projeto e vamos tentar eleger alguém que leve adiante o nosso trabalho. Jamais me lançaria como candidato em outra base.”

A imprensa também questionou ao vice-prefeito sobre os vários nomes que já se posicionam no cenário político para a disputa eleitoral. Alexandre afirmou que vê com naturalidade a quantidade de pré-candidatos. “Estamos finalizando um mandato bem sucedido de oito anos. O prefeito não poder se reeleger e isso faz com que várias pessoas almejem essa posição. Dentro do nosso grupo, eu vejo esse movimento com bons olhos, pois temos várias opções viáveis.”

Alexandre afirmou ainda que o pedido de filiação no MDB não está, de nenhuma forma, atrelado à sua candidatura. “Temos vários nomes bons e eu sou apenas mais um. Como já disse, estou à disposição para o que for decidido.”

Governo Jeová Andrade

O vice-prefeito também avaliou os últimos anos do governo municipal. “Tivemos centenas de acertos, mas erramos também. Nosso maior erro foi não entender o quão fundamental é a comunicação no processo de gestão; esse erro, no entanto, não foi proposital. Outro equívoco que cometemos foi agregar pessoas no governo que não estavam envolvidas no projeto.”

Alexandre também destacou os maiores acertos. “Acertamos muito em infraestrutura, educação e saúde. Esses são os pontos onde a cidade mais evoluiu nos últimos anos e isso é motivo de muito orgulho para todos nós.”

Finalizando a entrevista, Alexandre afirmou que está satisfeito. “Se o meu mandato terminasse hoje, eu já estaria feliz e teria a sensação de dever cumprido. É claro que quero mais, Canaã precisa de mais. O que nós queremos é que esse projeto seja levado adiante.”

Publicidade