Profissional do transporte fugiu sem prestar socorro. Lilian Mendes ainda recebeu atendimento, mas morreu no local. Polícia já localizou o veículo que causou o acidente

>

A imagem é chocante. Não há palavras para descrever o exato momento em que Lilian Mendes foi atropelada por um veículo em alta velocidade. Confira abaixo.

Conforme o vídeo mostra, a mulher atravessa a avenida dos Buritis em Parauapebas e, ao que tudo indica, não se atentou ao veículo que seguia na via ou calculou mal a sua velocidade. O choque é inevitável e, ao perceber, que seria atingida ainda tentou um recuo desesperado, mas foi inevitável. O táxi arremessou seu corpo para o alto e este rodopiou algumas vezes no ar antes de cair inerte no chão.

Lilian Mendes ainda foi atendida pelo Samu, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente. O taxista que a atropelou não prestou socorro.

Lilian Mendes era esposa de Osvaldo Junior, diretor da Associação de Corredores de Parauapebas e Região (Acoper).

Seguindo as investigações a respeito do ocorrido, a polícia já localizou o táxi que causou a morte da mulher. O veículo já está na Delegacia de Polícia. Até o fechamento desta matéria, o motorista, já identificado como Reginaldo Carneiro dos Santos, de 46 anos, mais conhecido como Maranhão ainda não havia se apresentado para esclarecer o ocorrido. Segundo informações, Maranhão nem sequer tinha concessão para dirigir o táxi, trabalhando como auxiliar do verdadeiro dono do veículo.

 

Publicidade