Da Redação

Continua depois da publicidade

Na manhã desta terça-feira, 19, a imagem de um servidor público do município de Parauapebas passou a circular nas redes sociais e gerou revolta em muita gente.

Na foto, o funcionário aparece segurando uma caixa do antígeno do vírus inativado SARS-COVI-2, uma vacina contra a Covid-19 que chegou ao município que, seguindo determinação municipal, seria destinada nesse primeiro momento à grupos prioritários. No entanto, a foto estava sendo compartilhada dando informação de que o servidor que integra a equipe de serviços gerais (que não se enquadra entre os grupos prioritários), acabara de se vacinar.

O prefeito Darci Lermen gravou um vídeo onde esclareceu que tudo não passou de um boato. “Eu quero dizer que isso não procede, verificamos e nenhuma caixa foi deslacrada a continuamos com a nossa programação. Quanto aos envolvidos, nós já tomamos as providências para que a gente possa resolver isso de forma correta”.

Assim como em outros municípios brasileiros, uma enfermeira foi a primeira pessoa a receber a vacina em Parauapebas.

Publicidade