Danilo Saldanha Soares, 22 anos de idade, foi preso em Tucumã (PA), através de mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz Celso Quim Filho, da primeira vara criminal de Parauapebas/PA, acusado de ter matado o mototaxista Maurivan Coimbra de Sousa, 38 anos de idade, natural de Riachão (MA), de forma brutal, arrastar seu corpo por cerca de 500 metros de distancia e queimá-lo junto a moto que pilotava.

O caso aconteceu por volta das 15h de domingo, 3 de fevereiro, na área de loteamento denominado “Vale das Águas” também conhecido como Modão Chácaras”, às margens da PA 275, sentido Curionópolis, distante cerca de 17 quilômetros de Parauapebas.


Maurizan Coimbra


Segundo informações, o crime ocorreu após uma discussão entre vítima e acusado em um bar na rua Diamante, quando Maurizan Coimbra teria jogado uma lata de cerveja no rosto do acusado, identificado pela polícia como sendo Danilo Saldanha.

Embora a vítima tenha sido amarrada e arrastada em sua própria moto desde o estabelecimento até onde teve o corpo queimado, a dona do bar disse para polícia não saber o que ocorrera. Ela relatou que os dois teriam discutido e que só avistou quando a vítima jogou a lata de cerveja contra seu algoz e que após isso não viu mais nada.

Acionada via CCO, a guarnição do fiscal de dia e do soldado PM Amorim se dirigiu ao local. “Após tomarmos conhecimento do fato, viemos ao local averiguar então depois de muita procura encontramos o corpo e a moto, ambos carbonizados. Fomos acionados pelo CCO sobre um homicídio aqui na área.”

(Caetano Silva)

Publicidade