Operação Migrador foi deflagrada e tem o objetivo de desarticular grupo de exploração clandestina de manganês

>

A Polícia Federal cumpriu mandados de prisão, na manhã desta terça-feira (7), em várias cidades do sul do Pará, além de Salvador/BA e Vila Velha/ES. Entre as cidades paraenses, Canaã dos Carajás foi um dos alvos da Operação Migrador. O principal objetivo da ação da PF é desarticular uma quadrilha de extração clandestina de manganês.

Ao todo, 111 mandados estão sendo cumpridos: 24 de prisão preventiva, 29 de busca e apreensão, 52 judiciais de bloqueio de contas bancárias e sequestro de bens, e 6 ordens judiciais de suspensão de atividades econômicas de empresas investigadas. Além de Canaã, Parauapebas, Eldorado, Curionópolis e Marabá estão na mira da operação.

As investigações foram iniciadas há três anos, logo após a deflagração da Operação Buriti-Sereno. Com a análise dos documentos e informações coletadas, além de diversas ações investigativas realizadas, constatou-se que existe na região uma verdadeira ação articulada de pessoas e empresas para extração, beneficiamento, transporte e exportação de minério, através da falsificação de documentos públicos e fiscais, com o intuito de dar aparência de licitude a atividade criminosa.

Segundo levantamentos iniciais, a atividade ilegal gera um prejuízo de mais de R$ 80 milhões, causados pelo não pagamento de impostos e danos ambientais.

Publicidade