Segundo Dieese, no estado do Pará 18 mil pessoas conseguiram seu primeiro emprego


Estudo produzido pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) no Pará, com foco no primeiro emprego formal de trabalhadores no Mercado de Trabalho neste primeiro semestre de 2019 aponta que em todo o estado foram admitidos 132 mil trabalhadores e dentre essas contratações quase 18 mil tiveram acesso ao primeiro emprego.

Ainda segundo as análises, mais da metade dos trabalhadores que foram admitidos no primeiro emprego foram absorvidos pelos Setores de Serviços, Comércio, Indústria, Agropecuária e Construção Civil.

Com a economia em marcha lenta e uma combinação severa de falta de investimentos, queda no consumo e renda das famílias puxada principalmente pelos altos índices de desemprego, conquistar o acesso ao mercado de trabalho fica bem mais difícil e ter o primeiro emprego formal é a grande meta para muitos trabalhadores no Pará e em todo o Brasil.

Segundo o Dieese, em todo Estado atualmente existem cerca de 441 mil pessoas desocupadas. No chamado Mercado Informal são cerca de 1,2 milhão de paraenses ocupados em alguma atividade que na grande maioria das vezes não traz a segurança e os direitos devidos de quem tem acesso a um posto de trabalho formalizado. (Divulgação/Dieese)