Quarta, 17 de Julho de 2024
(94) 98445-8761
Polícia Bolsonaro

Jair Bolsonaro quebra silêncio após nova acusação da Polícia Federal sobre joia negociada nos EUA

**Bolsonaro afirma desconhecer joia investigada e critica atuação da Polícia Federal**

12/06/2024 08h09
Por: FALA SERIO CANAA
Jair Bolsonaro quebra silêncio após nova acusação da Polícia Federal sobre joia negociada nos EUA

 

Continua após a publicidade
Anúncio

Em meio a novas investigações da Polícia Federal (PF), o ex-presidente Jair Bolsonaro se pronunciou nesta terça-feira sobre a recente descoberta de uma joia supostamente negociada por seus emissários nos Estados Unidos. Em declaração à coluna de Paulo Cappelli, Bolsonaro afirmou "desconhecer" o item, que entrou na mira dos investigadores após depoimentos coletados em solo norte-americano.

Continua após a publicidade
Anúncio

"Desconheço essa nova joia. Não sei nem o que é o objeto. Se teve algo nesse sentido [negociação], sequer chegou ao meu conhecimento. Sobre essa questão de presentes recebidos, havia muitas pessoas. Algumas informações me chegavam muito depois. E, por vezes, nem chegavam até mim", afirmou Bolsonaro, referindo-se a integrantes de sua equipe.

Bolsonaro também criticou a atuação da atual diretoria da Polícia Federal, acusando-a de fabricar escândalos contra ele. "Agora, o que a atual diretoria da Polícia Federal está fazendo para tentar fabricar 'escândalo' nas minhas costas tá de brincadeira. Disseram que tinham encontrado um cavalo de ouro que valia milhões. Manchete em todos os jornais. Aí, depois, descobriram que o cavalo era de cobre e não valia nada. Para me atingir, usam a estrutura da PF para investigar até baleia", declarou o ex-presidente.

Além das novas acusações, Bolsonaro mencionou a atuação da Polícia Federal no inquérito sobre a facada que sofreu em Juiz de Fora, em 2018. Segundo ele, a PF não teria dedicado esforços suficientes para descobrir o mandante do ataque. "Se a Polícia Federal tivesse empenhado 10% desse esforço no caso Adélio, teria descoberto o mandante, quem queria a minha morte. Teve uma pessoa que tentou entrar na Câmara com o nome do Adélio, para forjar um álibi. Adélio foi ao clube de tiro que Carlos Bolsonaro frequentava em Santa Catarina. Quem passou essa informação a ele?", questionou Bolsonaro.

A declaração do ex-presidente abre uma nova etapa no confronto entre ele e as autoridades investigativas, enquanto ele se prepara para se defender das acusações em esfera judicial.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Canaã dos Carajás, PA
Atualizado às 09h52
28°
Tempo limpo

Mín. 19° Máx. 34°

28° Sensação
4.12 km/h Vento
44% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (18/07)

Mín. 18° Máx. 35°

Parcialmente nublado
Amanhã (19/07)

Mín. 24° Máx. 36°

Parcialmente nublado
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias