Bruna Ferreira era casada com o homem que foi morto em Parauapebas, no último domingo (9), ao tentar estuprar uma criança de 10 anos. Suspeita é que a morte do companheiro tenha motivado o suicídio da mulher

Uma mulher de 29 anos se matou na madrugada desta sexta-feira (14) em Canaã dos Carajás. Bruna Ferreira foi encontrada por uma amiga em sua casa no Bairro dos Maranhenses, enforcada com um fio. A mulher estava sentada em um botijão de gás e tinha enrolado o fio várias vezes em torno do próprio pescoço.

Ao encontrar Bruna naquela situação, a amiga entrou em desespero e ainda a levou para o hospital. Mas de nada adiantou. A jovem chegou ao hospital sem vida e não foi possível reanimá-la.

Bruna Ferreira era casada com Raylan Lima. No último domingo, Raylan invadiu uma residência em Parauapebas e tentou estuprar uma criança de 10 anos. O homem foi impedido pela mãe, que, em confronto, conseguiu matar o criminoso a facadas.

Segundo amigos próximos, após o ocorrido com o marido, Bruna entrou em depressão, o que pode ter motivado o suicídio. O corpo da jovem foi transferido para o IML de Parauapebas.

Publicidade