A jovem Maria Eduarda Silva Azevedo, 16 anos de idade, encontra-se desaparecida desde a noite de terça-feira (14)

De acordo com informações, por volta das 15h a jovem foi sido deixada pelos pais na escola estadual Euclides Figueiredo, localizado na rua 10, bairro Cidade Nova, local onde estuda.

No entanto, a jovem não retornou para sua residência nas Casas Populares II e, por volta das 22h, a família recebeu um vídeo através do aplicativo Whatsapp. No vídeo, uma dupla, que diz pertencer à facção criminosa “Comando Vermelho”, aparece com uma garota ainda viva com a garganta cortada e que aparenta ser Maria Eduarda, pois usava as mesmas roupas que ela quando foi vista pela última vez. A família busca apoio para tentar encontrar o corpo da garota.

No vídeo, os criminosos falam: “Aqui é tudo dois, ele é que manda aqui em Parauapebas. Essas molecadas que está fechando com o PCC, vão todos morrer por que a parada aqui é tudo dois, tudo dois”.

O caso foi comunicado à Polícia Civil por volta das 3h da manha de quarta-feira (15) por um tio da garota que não quis gravar com a reportagem. Pela manhã, o delegado plantonista passou o caso para equipe da Homicídio, comandada pela delegada Yanna Azevedo. As investigações para localizar o corpo da jovem mostrada no vídeo e identificar os assassinos já tiveram início.

(Caetano Silva)

Publicidade