Neide Folha

Continua depois da publicidade

Um jovem identificado como Everton da Costa Sousa de 20 anos de idade, natural de Barcarena (PA), morreu na manhã deste domingo 24, em uma intervenção policial enquanto seu comparsa João Carlos Cavalcante de Almeida, 18, foi preso. Com eles, o Grupo Tático Operacional (GTO) apresentou na delegacia, uma arma de fogo tipo garruncha e cerca de 10 aparelhos celulares. Logo após a apresentação na Depol, várias vítimas apareceram reconheceram ambos como sendo os indivíduos que horas atrás estariam realizando arrastão no Bairro Guanabara. Além dos celulares e da arma de fogo, a polícia recuperou uma motocicleta Honda, Bros 160, preta, que havia sido tomada de assalto por volta das 8h, da manhã, em seguida, os acusados usaram a mesma moto para assaltar outro transeuntes no mesmo bairro.

A policia conseguiu recuperar dez aparelhos celulares que estavam em poder da dupla.

Segundo a polícia, João Carlos perdeu seu segundo comparsa de prenome Lucas, morto pela polícia em intervenção policial, em ação criminosa. De acordo com o soldado De Lima, sua guarnição, recebeu informações dando conta de vários roubos de celulares praticados por dois indivíduos na região do bairro Guanabara e, atrás da localização do celular de uma das vítimas a polícia conseguiu chegar ao morro na chácara Vale do Sol, instante em que a guarnição se dirigiu ao local, mas a dupla empreendeu fuga sentido ao Bairro Maranhão.

Everton foi baleado durante troca de tiros com policiais e morreu.

Ainda de acordo com o policial, o garupa identificado horas depois como sendo Everton, estava armado e teria atirado contra a polícia, momento em que foi revidado pelos PMs, baleado o mesmo morreu minutos após ter sido levado para o hospital, enquanto que seu comparsa João Carlos que pilotava a moto foi preso e apresentado na 20ª Seccional Urbana de Polícia civil de Parauapebas junto com a moto que ainda segundo o policial foi encontrada escondida em um matagal.

João Carlos foi reconhecido por várias vítimas que estiveram na delegacia.

O dono da moto Honda Bros contou para reportagem que havia acabado de sair de casa, por volta das 8h, quando foi surpreendido pelos dois assaltantes. A vítima conta que um deles estava armado e o abordaram mandando o dono da moto descer, e ainda o garupa teria efetuado dois disparos em sua direção.

Publicidade