Por volta das 4h da manhã de sábado (19), a equipe de plantão do delegado José Aquilo recebeu, através do Centro de Controle Operacional (CCO), informações de que na rua Q, 192, um homem havia dado cabo de sua própria vida por enforcamento.

Ao chegar no logradouro, uma viatura da PM se encontrava no local aguardando os investigadores para averiguar a situação e a equipe do Instituto Médico Legal (IML) para remoção do corpo. A vítima, identificada como Kayo Martins Mendonça, 36 anos de idade, era casado, pai de dois filho menores e se matou na área de serviço da residência onde morava. De acordo com informações, ele subiu na pia de lavar roupas e, após amarrar uma corda no caibro, colocou no pescoço e pulou.

A atitude despertou a atenção para se observar que a vítima estaria passando por dificuldades e depressão. Kaio morava no local com a esposa e seus dois filhos menores.

Na hora do ocorrido, de acordo com as informações, antes de praticar o ato, ele teria ido até ao quarto onde estavam seus dois filhos e os beijou.

Minutos depois, a esposa do mesmo escutou um barulho e, ao sair pra ver, se deparou com o marido dependurado na corda. Mesmo sem forças, a esposa de Kaio Martins cortou a corda, mas já era tarde: o marido dela já havia morrido.

Até o presente momento não se sabe o que levou a vítima a cometer o suicídio.