Foi preso e apresentado pela Polícia Civil na 20ª Seccional Urbana de Parauapebas, o guarda municipal Genialdo Araújo Teixeira, 39 anos. O profissional está preso desde a noite de sábado (23) suspeito de ser o autor do disparo que matou o garoto Walison Leite da Silva, 14 anos, baleado na cabeça quando estava na companhia dos pais na lanchonete Eva Lanches, localizada na Rua 10 com E, bairro Cidade Nova, Parauapebas.

O caso aconteceu por volta das 22h de sábado após a final da Libertadores entre Flamengo x River. O garoto e a família estavam assistido o jogo em casa e teriam ido até a lanchonete para comer alguma coisa, permanecendo no local por alguns minuto.

De acordo com informações de um parente do menino, na hora dos disparos o adolescente teria escutado o primeiro e teria exclamado “É tiro, tio!”, instante em que eles se abracaram para se proteger, porém o segundo disparo atingiu o adolescente na cabeça.

Segundo informações de testemunhas que estão sendo apuradas pela policia, a alguns metros dali, uma confusão confusão começou quando o guarda assediou uma mulher casada. O marido dela teria reclamado da atitude e empurrou guarda. Nervoso, ele sacou a arma e atirou duas vezes contra o casal, porém um dos tiros atingiu o adolescente. Em seguida, o criminoso fugiu do local.

Minutos depois, ele foi preso em casa pela equipe do delegado José Aquino.

Nossa equipe de reportagem conversou com o marido da mulher assediada pelo servidor público. Em entrevista, ele explica como tudo aconteceu;

“Nós estávamos no local se divertindo quando chegou um rapaz pra cumprimentar minha esposa. Achei muita intimidade por parte dele. Então, fiz o gesto de ‘legal’ para deixar de que ela é minha esposa. Quando ele questionou o que eu queria. Mencionei que ela era a minha esposa, e ele respondeu que conhecia ela há mais tempo que eu. Quando ele reagiu me agredindo com um soco no meu peito, destacando se eu queria confusão com ele e já sacou a arma e disparou contra as pessoas, fugindo em seguida.” lembrou o homem que preferiu não se identificar.

O jovem chegou ao hospital ainda com vida, mas morreu neste domingo (24).

Publicidade