Helder Barbalho, governador do estado do Pará, anunciou que governo se responsabilizará pelo traslado do corpo da jovem Taináh Carneiro de Castro, que foi morta na manhã deste domingo (29), em Joinville, Santa Catarina.

A família da vítima foi ouvida pelo governador após fazer um apelo através das redes sociais. A madrasta de Taináh relatou que eles estavam com dificuldades para fazer o traslado do corpo para Belém devido a pandemia do coronavírus.

Em resposta a atitude do governador, a irmã da vítima, Ana Paula, comentou: “obrigada por trazer minha irmã para o seu último adeus, nunca esqueceremos”, agradeceu. 

A jovem, de 23 anos, foi morta a facadas. Ela teria ido morar recentemente no sul do país para acompanhar o marido, que é principal suspeito do crime. O caso ocorreu por volta das 6h, no bairro Petropólis, zona Sul da cidade. Segundo a Polícia Militar, a vítima estava em casa quando foi esfaqueada pelo marido. Ela sofreu perfurações no tórax e pescoço, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

(Informações: Diário Online)

Publicidade