Uma iniciativa que visa valorizar um dos meios de transporte mais acessíveis à população, principalmente no interior do Estado. Os mototaxistas interessados em trocar ou melhorar seus instrumentos de trabalho já podem ter acesso a empréstimos no Banco do Estado do Pará (Banpará), com limite de R$ 15 mil e prazo de até 48 meses para pagar. Outras vantagens da linha de crédito para a categoria são carência de 90 dias para o pagamento da primeira parcela e juros mensais de 0,89%.

O benefício, que já estará disponível a partir desta quarta-feira (26) em agências do Banpará instaladas em 109 municípios, foi anunciado na noite desta terça-feira (25) pelo governador Helder Barbalho e pelo presidente da instituição financeira, Braselino Assunção, em vídeo divulgado nas redes sociais. “Estamos lançando um programa de apoio para esta categoria fundamental aos paraenses”, afirmou o governador, ressaltando que o acesso ao crédito é “uma maneira de garantir a renovação da frota, e mais qualidade e segurança, graças a um melhor equipamento”.

>

Critérios – Mesmo não tendo um volume de recursos pré-determinado pelo governo, pois atenderá à demanda, o pedido de empréstimo passará por análise de crédito. O solicitante também deve estar regularizado em uma associação e/ou entidade de regulamentação da atividade.

Segundo Braselino Assunção, “é mais uma linha de crédito lançada pelo governo do Estado, por meio do Banpará, para atender uma categoria que é muito importante para o desenvolvimento deste Estado, na medida em que faz o transporte de uma grande massa da população”.

Desde o início de 2019, e principalmente após o início da pandemia de Covid-19, o Banpará tem se dedicado a ampliar o acesso ao crédito em diversas modalidades, criando oportunidades de geração de emprego e renda para os mais diversos públicos, e assim contribuindo para reativar a economia no Estado. Há cerca de uma semana foi aberto o crédito imobiliário para correntistas e servidores estaduais, efetivos ou não, também com vantagens em relação ao tempo de financiamento e taxas de juros.

(Informações: Agência Pará)

(Foto: Correio de Carajás)

Publicidade