Na tribuna, vereador Elias falou sobre o contrato de mais de R$ 100 milhões para lâmpadas de led no município. De acordo com ele, empresas concorreram à licitação com preço mais baixo e foram ignoradas

Noticiado pelo blog Fala Sério em julho de 2018, o escândalo em torno das lâmpadas de led volta à tona mais uma vez em Parauapebas. À época, o blog noticiou que, apesar dos R$ 100 milhões previstos para a instalação de novas lâmpadas, a empresa contratada estava apenas fazendo a manutenção das luminárias antigas e as tão sonhadas lâmpadas de led eram só uma promessa distante de ser cumprida.

Durante a primeira Sessão Ordinária de 2019 da Câmara Municipal de Parauapebas, o vereador Elias da Construforte decidiu que era a hora de questionar a farra da led e usou o seu tempo no Grande Expediente para fazer duras críticas aos contratos da Prefeitura com as empresas.

“O valor de R$ 100 milhões para lâmpadas de led é, definitivamente, absurdo. Em cidades vizinhas, o mesmo trabalho está sendo feito por um valor bem mais baixo. Temos, inclusive, informações de que durante o processo licitatório várias inconformidades aconteceram. Uma empresa afirmou que poderia fazer o trabalho por um valor bem menor, mas ela acabou desclassificada. A ganhadora cobrou cerca de R$ 30 milhões a mais que a empresa desclassificada; por que isso aconteceu? É um grande absurdo” falou o vereador.

A declaração de Elias viralizou nas redes sociais e muita gente voltou a questionar o que está sendo feito com tanto dinheiro em uma das prefeituras mais ricas do Brasil. “É muito dinheiro para pouca prosperidade do nosso povo. Não dá pra entender” falou um cidadão que preferiu não se identificar.

Com tanto dinheiro sendo gasto sem muitas explicações, a população fica encurralada e bem longe de ver “uma luz no fim do túnel”.

(Foto: Pebinha de Açúcar)

Publicidade