Conhecido como Amigão da van, Luciano morreu atropelado há mais de um mês e até agora ninguém tem respostas sobre o caso. ‘Não foi acidente’ afirma irmã da vítima

De família pioneira em Canaã dos Carajás, Luciano, mais conhecido como Amigão da Van, morreu há pouco mais de um mês na estrada entre Canaã e a Vila Planalto, depois de ter a sua moto atingida por um carro. De acordo com a família da vítima, Amigão trabalhava com o transporte de passageiros há mais de 20 anos na região.

A irmã do homem entrou em contato com a redação do Fala Sério e clamou por justiça no caso de Amigão. “Não foi acidente. A colisão aconteceu em uma reta. Nós queremos saber da verdade, por pior que ela seja, mesmo que tenha sido algo mandado. O que não dá é pra continuar desse jeito.”

De acordo com ela, o irmão seguia a mesma rota todos os domingos para pegar o veículo e fazer rota até Marabá. “O carro pegou ele no acostamento, não houve chances de defesa. Queremos saber se foi alcoolismo, o que foi… Há culpados e eles precisam responder por isso.”

Dentro do carro, segundo informações, vários litros de bebida alcoólica foram encontrados. “Nada vai trazer ele de volta, mas as crianças choram sempre pelo pai e nós queremos justiça. Repito: não foi acidente!”

Luciano tinha 40 anos e deixou duas filhas pequenas. Dois homens são suspeitos de estarem envolvidos no ocorrido, mas as investigações seguem em sigilo.

Publicidade