A diretoria da Escola Estadual João Nelson denunciou, na última semana, um homem suspeito de falsificar documentos de conclusão do ensino médio. O criminoso, querendo aumentar seus rendimentos, anunciava ainda os seus crimes em grupos no Facebook.

Para atestar a legitimidade das ‘muambas’ que vendia, o espertalhão dizia que os certificados eram emitidos pela escola, fato denunciado pelo site Fala Sério em outubro.

Uma vez registrado o Boletim de Ocorrência, a Polícia Civil investigará agora o crime. A suspeita é de que o espertalhão tenha conseguido vender dezenas de certificados e lesado várias pessoas.

O nome utilizado pelo falsário para divulgar os diplomas era “Marcos Silva”, mas ainda não há informações se este é o seu nome verdadeiro.

Publicidade