Por volta de uma hora da madrugada desta segunda-feira (11), a Polícia Civil foi informada pela Polícia Militar da Vila Palmares I sobre um crime de homicídio no loteamento Parque das Cachoeiras, zona rural de Parauapebas, distante cerca 28 quilômetros do centro da cidade.

Mediante a informação, os investigadores de plantão, acompanhados dos militares, de uma equipe de remoção do IML e de um perito do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves de Parauapebas, se dirigiram ao local para os levantamentos de praxe, perícia e remoção do corpo.

>

No local em frente a borracharia altura do km 16, da estrada de acesso a Vila Paulo Fonteles, estava caído já sem vida, um jovem de 19 anos de idade, morto após se envolver em uma briga de bar naquela logradouro. Segundo informações apuradas pela reportagem o crime aconteceu por volta das 23 horas de domingo 10.

A vítima João Lucas de Oliveira Rocha estava bastante embriagada e estaria no local chamando todos para brigar. O irmão da vítima disse para reportagem que horas antes do crime seu irmão teria chegado na borracharia perguntando por seu facão. “Ele estava bastante embriagado e chegou aqui na oficina pedindo o facão dele pois tinha uns caras zoando dele lá no bar. Eu tentei impedir que ele voltasse pro bar, mas ele tentou foi me matar e ainda cortou o braço de minha esposa. Socorrido ele e a levei ao hospital, após uns 20 minutos que havíamos chegado na UPA, recebi uma ligação me avisando que ele havia sido morto, contou Jeferson Kenedy.

Ainda de acordo com o irmão da vítima, ao retornar para o local já encontrou seu irmão em morto com o facão na cintura. João Lucas, era natural de Buriticupu, Maranhão, e havia pouco tempo que residia em Parauapebas, cerca de oito meses. Até o fechamento desta matéria a polícia não sabia que atirou em João Lucas.

(Neide Folha)

Publicidade