Apesar dos boatos sobre o fim da ação do caso referente ao processo de número 0600540-16.2020.6.14.0061 de irregularidades no Partido Liberal de Xinguara, os fatos vêm à tona com mais um elemento que justificam o andamento do processo.

O juiz da 2ª Vara da Comarca de Xinguara marcou para esta terça-feira, 10, audiência para ouvir testemunhas sobre o caso que pode levar à cassação do registro das candidaturas a prefeito e vereadores.

>

Os fatos que ensejaram a representação foram fundamentados na irregularidade estatutária e, consequentemente, à lei dos partidos políticos, com a infringência que apontam a falta de filiação dos dirigentes à agremiação partidária, neste caso, o PL, que tem como candidato a prefeito, o médico Moacir Pires e a chapa de vereadores.

A repercussão ganhou campo no meio jurídico e político, com clara interpretação de especialistas do campo eleitoral, apontando para a gravidade dos fatos, considerados por vários, como incontestáveis.

(Informações: Roserval Ramos)

Publicidade