A Polícia Civil tenta localizar o pintor Flávio Silva de Araújo, 20 anos de idade, acusado de ser o autor da morte do pedreiro Antonio Mendes da Silva Filho, 34 anos de idade.

O assassinato ocorreu por volta das 3h da manhã de domingo (10) na rua Divino Adão, bairro Parque São Luis, área da VS-10, Parauapebas. De acordo com informações colhidas no local pela reportagem, o motivo do crime teria sido uma briga que começou no interior do estabelecimento denominado “Bar do Fernando”. Os dois briguentos foram colocados para fora e, na rua em frente ao estabelecimento, Antônio e Flavio voltaram a discutir, instante em que armado de faca Flávio desferiu dois golpes, um na jugular e outro no braço de Antônio que morreu instantaneamente no local.

Embora o crime tenha acontecido na frente de várias testemunhas, no local pairava a lei do silêncio. A única coisa que disseram à imprensa foi que ouviram gritos na hora do ocorrido.

Após levantamento de rotina realizado pelos investigadores, Marcos e Fátima, o corpo de Antônio foi removido pela equipe do Instituto Médico Legal, (IML), e encaminhado para necropsia no Centro de Perícia Científica Renato Chaves local. No local próximo ao corpo havia uma moto Kasinski Comet, cor prata, placa OFM- 6776, Parauapebas.

Na delegacia, os policiais descobriram que a mesma era produto de roubo e que a vítima tinha passagem pela delegacia por tentativa de homicídio, ocorrido há seis meses.

Embora os policiais civis e militares tenham realizado buscas nas imediações para tentar prender o acusado, ele conseguiu fugir, mas antes passou na casa de um cunhado, onde contou sobre o crime. Logo após, trocou de roupa e se evadiu tomando rumo desconhecido.

Publicidade