Mais um caso de feminicídio foi registrado em Parauapebas. Maria Rosa Ferreira Rocha, de 27 anos, foi assassinada com três tiros na cabeça. Seu ex-marido, Manuel da Conceição Sousa, de 33 anos, é acusado de ter disparado contra a vítima. O crime ocorreu na noite desta segunda-feira (24) por volta das 20h no bairro Cidade Jardim.

Maria Rosa foi casada com o pedreiro Manoel Conceição por cerca de sete ano e dois filhos com ele. Segundo informações, a mulher foi morta após uma discussão por causa da guarda das duas das crianças.

De acordo com testemunhas, a vítima teve um casamento conturbado com Manoel justamente por ele ser um homem agressivo. Essa foi a principal razão para Maria pedir a separação. Ela ainda chegou a registrar um Boletim de Ocorrência na Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (DEAM) contra o ex marido.

Na época, o acusado não foi preso, pois teria viajado para o estado do Maranhão, onde passou alguns meses, voltando de lá há poucos dias. Em sua bagagem, o criminoso trouxe a arma que usou para matar a mãe de seus filhos.

Segundo informações ao chegar de viagem, Manoel Conceição entrou em contato com Maria Rosa querendo os dois filhos. Como a mulher não quis entregar as crianças, ele passou a ameaça-la de morte.

Maria Rosa estava em Parauapebas morando de favor e sobrevivia com os filhos com ajuda da população. Recém-separada do acusado, Rosa chegou a gravar um vídeo pedindo ajuda. O apelo foi divulgado nas redes sociais, desde então vinha recebendo doações de cestas básicas, calcados e roupas. Ela ainda trabalhava de doméstica ganhando o salário de R$ 400,00 reais por mês.

Na noite do crime, Maria Rosa chegou em casa com os filhos e foi surpreendida pelo ex-companheiro que estava em uma moto Honda NXR-Bros 150 de cor vermelha, placa OVQ-1316 de Açailândia (MA). Os dois começaram a discutir. O homem começou a agredi-la com o capacete, em seguida puxou a arma e disparou contra a vítima, que foi assassinada a sangue frio na frente dos filhos. Após cometer o crime, Manoel da Conceição fugiu do local levando uma das crianças.

O caso foi registrado na delegacia por Elzir Sousa, irmã do acusado. Ela conversou com nossa equipe de reportagem e fez um apelo a Manoel para que o irmão se apresente à polícia e responda pelo crime que cometeu. “Ele agiu covardemente, por isso tem que pagar pelo crime que cometeu. Ele matou a mãe dos filhos dele”. A mulher relatou ainda que tinha a ex-cunhada como uma irmã e sempre a aconselhava em relação ao irmão.

O corpo de Rosa foi removido para o Centro de Perícias Renato Chaves, onde deve passar por exame de necropsia. Manuel da Conceição Sousa está foragido e a polícia busca informação que levem ao seu paradeiro. O filho que o acusado levou após matar a ex-mulher, foi deixado na residência de uma outra irmã dele. Após isso, Manuel empreendeu fuga.

Caso você saiba algo sobre paradeiro de Manoel Conceição, ligue para o disk denúncia 181 ou (94) 99264-5348. Sua identidade será resguardada.

(Neide Folha)

Publicidade