Já se encontra preso, à disposição da justiça, em Parauapebas, Josemir Saldanha de Sousa. O homem foi pego pela equipe da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) em cumprimento ao mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável. O pior de tudo: suas duas filhas e uma enteada foram as vítimas da barbárie. O pedófilo estava escondido na zona rural de Eldorado dos Carajás.

A delegada Ana Carolina, responsável pelo caso, falou sobre o acusado “Esse caso chegou em nossas mãos no mês de setembro de 2019. Imediatamente, representei pela prisão preventiva dele. A ex-mulher, que na época era atual esposa dele, o flagrou tendo relação sexual com a filha do casamento anterior de 18 anos de idade. Assim que ela flagrou pai e filha mantendo relação sexual, começaram a discutir e ele passou a agredi-la, pegando um facão e lhe ameaçando de morte.”

Após isso, a mulher foi até a delegacia, comunicou a agressão sofrida e pediu medidas protetiva de urgência. “Fomos ouvir as filhas do casal como testemunha da agressão dele contra a mãe delas. Descobrimos, através da psicóloga especializada, que as crianças eram vítimas de abuso sexuais dele há muito tempo. Uma das adolescentes, hoje com 16 anos, era vítima dele desde que tinha 12 anos de idade. Já a outra filha, de 12, e uma enteada também era abusadas por ele.”

Josemir mantinha relações com a filha de 18 anos, com as duas outras filhas e a enteada. Após a denúncia, o criminoso se escondeu em Eldorado e foi encontrado quando ligou para a ex-mulher pedindo dinheiro “A partir disso, descobrimos que ele estava escondido em uma roça. Assim, nossa equipe o prendeu e o conduziu até a delegacia” finalizou a delegada

(Neide Folha)

Publicidade