Corpo aparenta ser de um jovem e foi encontrado por um tratorista da Prefeitura de Parauapebas durante o trabalho. Crime tem características de execução

Por volta das 10h da manhã desta terça-feira (22), um tratorista, que realizava a limpeza e abertura da estrada de acesso ao bairro Parque Verde, paralela a PA 160, que interliga Parauapebas a Canaã dos Carajás, encontrou o corpo de uma pessoa do sexo masculino de identidade ainda não descoberta.

Pelos levantamentos realizados no local, tudo leva a crer que o cadáver é de um jovem de aproximadamente 18 anos. A vítima estava com as mãos amarradas e com as vestes baixas, a altura dos pés, e tinha um buraco na cabeça, provavelmente de um disparo de arma de fogo.

A reportagem conversou com Daniel Monteiro Morais, presidente do bairro Parque Verde, que explicou a forma como o funcionário da Prefeitura viu a cena. “Ele se deparou com o corpo e fico transtornado. Em seguida, uma pessoa nos procurou e informou do achado. Eu me desloquei até aqui para averiguar a situação de perto.” De acordo com o presidente, nenhum morador do bairro está sumido.

O tratorista Marcos Andrade da Silva, 33 anos, disse que encontrou os restos mortais na estrada “Falei para um rapaz que ia passando que tinha encontrado o corpo e ele acionou o presidente do bairro. Logo a polícia foi chamada para cuidar da situação. Em aproximadamente seis anos de profissão, é a primeira vez que me deparo com uma situação dessa. Fiquei apreensivo, sem saber o que fazer, e tive medo enquanto estava lá esperando”.

O corpo foi recolhido e levado para o IML. Até o momento, a vítima segue sem identificação. Tudo leva a crer que o crime foi uma execução.

(Caetano Silva)

Publicidade