Uma rixa por disputa de terra na região da Tapete Verde, zona rural de Parauapebas, distante cerca de 31 quilômetros do centro da cidade, terminou na morte do filho de um dos envolvidos.


Segundo o cabo PM Nobre, sua guarnição foi informada por volta das 14h30 via CCO, que havia ocorrido dois homicídios naquela localidade. Ao se dirigir até o local, a guarnição constatou a morte do filho do dono da propriedade.

Segundo informações, um indivíduo, identificado como Leonardo, foi contratado para ir até a propriedade vizinha; lá, o homem parou um veiculo celta de cor escura, que tinha quatro elementos dentro, desceu e atirou contra Francinaldo. Ferida, a vítima correu cerca de 10 metros, mas, ao cair em frente a sua casa foi liquidado com mais dois tiros na cabeça.

Ainda de acordo com o PM, o assassino ainda teria agredido a mãe da vítima e ameaçado o restante dos familiares. Ainda segundo informações, o crime teria sido motivado por disputas de terra e essa briga já se arrastava há três anos. Francinaldo teria vindo da cidade de Itaitúba, há cerca de 4 meses, para tentar resolver o problema.

Antonio Pereira da Silva, 55 anos de idade, pai da vítima, contou que um irmão dele tinha ido até a Palmares I comprar gasolina e antes de sair haviam combinado que ele iria buscá- lo às 14h. “Quando cheguei no local onde fui pegar meu irmão, senti arrepios no corpo. Na minha mente veio imagens desse tal Leonardo, e ao chegar aqui nesse local, avistei o carro dele parado em frente a casa. Eu já fui chegando e entrando. Vi minha esposa em frente a TV, me dirigi até ela e falei que o Leonardo estava parado com o carro em frente à casa. Ela disse que não tinha visto nada. Pedi para ela ficar quieta, pois ia chamar a PM.”

Seu filho, Francinaldo, saiu da casa para averiguar a situação, momento em que foi executado.

A família mora no local há 20 anos. De acordo com o pai, a audiência sobre a terra estava marcada para dezembro.

(Caetano Silva)