No início da noite de terça-feira (22), a Polícia Civil de Parauapebas prendeu o açougueiro Ivanilton Santos da Silva, de 24 anos de idade, conhecido como “Bhaia”, em cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido pela 2a Vara Criminal de Parauapebas dado o envolvimento dele nas mortes de Jeilson Coelho e de Wesley de Jesus, que ocorreram em maio de 2020.

Dias depois dos familiares de Jeilson e de Wesley registrarem o desaparecimento deles, a Polícia Civil encontrou os corpos dos desaparecidos num sítio localizado depois da Vila Palmares II. Naquela oportunidade, foi preso Mateus Alves da Cunha, o Mateus Biro-Biro, dada a sua participação na ocultação dos cadáveres.

>

Em razão da continuidade das investigações, Bhaia foi apontado como sendo um dos membros do PCC que estavam dentre aqueles que simularam ser da facção rival para fins de atrair Jeilson e Wesley para um local que pudessem ser mortos e seus corpos escondidos. Face a isso, a Autoridade Policial representou pela prisão dele que foi deferida pelo Poder Judiciário. Na manhã de quarta-feira 23, Ivanilton Santos foi submetido a exames de corpo delito e em seguida encaminho para o presídio de Parauapebas, da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (SEAP), localizado no complexo VS-10, onde ficará a disposição da justiça.

(Neide Folha)

Publicidade