Foto: Site Fato Regional

A Associação Comercial de Ourilândia do Norte deu início, nas primeiras da manhã desta segunda-feira (18), a um protesto no km 23 da PA 279 em Ourilândia. O trânsito no local ficou parado toda a manhã.

Os empresários pedem a reabertura dos trabalhos da Onça Puma, projeto mineral da Vale no município. “Sempre cobramos responsabilidade social e ambiental da empresa Vale, e isso sempre veio sendo atendido pela empresa. Por conta disso, precisamos que a empresa não seja fechada, pois, laudos periciais provam que as acusações contra ela não são verdadeiras”, explicou o presidente da Associação, Mauri Becker.

A manifestação foi encerrada por volta das 13h. No local, uma longa fila de carros se formou, causando congestionamento. “Nossa manifestação é pacífica, nossa intenção é chamar atenção para tudo o que se pode perder, caso a Vale feche as portas definitivamente no município”.

ATIVIDADES PARADAS

A decisão da Justiça foi tomada na última sexta-feira (1º) e ocorre em meio às consequências do rompimento de uma barragem de rejeitos da mineradora em Brumadinho (MG). A paralisação das atividades em Onça Puma foi determinada em novembro do ano passado por supostos danos ambientais e à saúde no sudeste paraense.

(Informações: Site Fato Regional)

Publicidade