A vereadora Marta (PT) é suspeita de arquitetar o roubo de uma carga de madeira do depósito da Secretaria de Educação de Jacundá. A tentativa de roubo aconteceu por volta da 23h de sábado (21), quando chegou ao conhecimento da Polícia Militar que um caminhão estava retirando a madeira do local. O carregamento havia sido apreendido em Marabá e doado pela Semma ao município de Jacundá.

Foi constatado que o motorista não tinha autorização para retirar a madeira. Sendo assim, ele foi conduzido à Depol junto com o carregamento e o veículo.

Na delegacia, o motorista informou que receberia R$ 15 mil da vereadora Marta (PT) pela madeira e que um funcionário da prefeitura (ainda não identificado) teria garantido que a madeira poderia ser retirada do depósito da Secretaria de Educação.

A vereadora Marta não está sendo localizada no Município para prestar esclarecimentos. Há suspeita de que esse “funcionário da prefeitura” seja, na verdade, um funcionário da Câmara Municipal de Jacundá.

O motorista do caminhão foi autuado pelo transporte irregular da madeira e teve o caminhão e a madeira apreendidos.

Será instaurado um IPL por portaria para apurar com cautela as condutas da vereadora, do motorista do caminhão e do suposto agente público envolvido.

Publicidade