Balas de borracha atingiram integrantes do movimento que trabalham em uma fazenda da região. PM emitiu nota oficial sobre o caso

Um vídeo que circula nas redes sociais nesta terça (3) mostra policiais da Patrulha Rural do 23º Batalhão da PM atirando balas de borracha contra um grupo de trabalhadores rurais na Fazenda Surubim, em Eldorado dos Carajás, no sudeste do Pará. Dois homens foram atingidos.

As imagens exibem o grupo andando pela mata na última segunda-feira, quando é abordado por três policiais fortemente armados, que pedem para eles colocarem as mãos na cabeça. “Não somos ladrões, somos trabalhadores”, diz um dos camponeses. Os policiais então começam a atirar.

A promotoria de Justiça Militar acompanha o caso, junto com a Corregedoria da PM, e informou que, se houver necessidade, será decretada a prisão dos policiais, devido à gravidade do fato.

Veja abaixo o que a Polícia Militar respondeu:

Polícia Militar do Pará
Assessoria de Comunicação

Nota

A respeito do fato ocorrido na Fazenda Surubim, no município de Eldorado dos Carajás, sudeste do Estado, nesta segunda-feira (2), a Polícia Militar do Estado informa que militares da Patrulha Rural do 23º Batalhão foram acionados para verificar uma ocorrência sobre furto e abate ilegal de gado na propriedade.

No momento em que os militares realizavam incursões na área, eles se depararam com um grupo que havia retirado castanhas da fazenda. Eles estavam armados com facões. A equipe policial deu ordem de parada para realizar a abordagem pessoal. Diante da desobediência e resistência do grupo, que não acatou o pedido de revista e avançou contra os policiais, houve a necessidade de disparos de elastômero (balas de borracha), conforme prevê as técnicas de uso de Instrumentos de Menor Potencial Ofensivo (IMPO). Três homens do grupo foram atingidos.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Eldorado dos Carajás, onde foi realizado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra os invasores. A Polícia Militar informa ainda que a ação da equipe da Patrulha Rural será apurada por meio de procedimento administrativo, que será instaurado pelo Comando de Policiamento Regional II, com sede no município de Marabá.

Publicidade