Alessandra Queiroz, 32 anos, uma mulher bonita e vaidosa. Mas, por conta da depressão e problemas de saúdes, acabou tirando a própria vida neste último domingo (28). Tudo se passou na própria casa de Alessandra, no bairro Flor de Liz. Antes de cometer o suicídio, ela deixou uma carta de despedida para os seus familiares e amigos.
Veja o que ela diz na carta.

“Primeiramente peço perdão, porque sei que o vou fazer não tem perdão. Famílias quero dizer que amei vocês mais que tudo na minha vida, mas infelizmente a dor que tenho sentido a 17 anos não foi suficiente para suportar, amo vocês, cada um a sua maneira. Filho, você foi o meu motivo de continuar lutando até hoje, mas não estou dando conta, são problemas de saúde e mental, dei meu melhor para ti deixar amparado, para que não seja obrigado a mendigar uma pensão alimentícia para o seu Pai.
Eu te amo demais.
Mãe, irmãos, pai, vocês foram exemplos de superação na minha vida.
Vou tentar explicar um pouco do que sinto, tenho raiva sem motivos, e uma dor no peito que não passa, insônia inconstante, já cheguei a tomar 8 comprimidos de Clonazepam 0,2 mg e mesmo assim não resolveu.
Elisangela Pacatuba você foi uma amiga que foi capaz de falar tudo ou quase tudo na minha vida. Vou resumir aqui cada pessoa que passou na minha vida teve seu papel, uns bons outros nem tanto. E hoje eu só quero acabar com essa dor. Família eu amo vocês, mais não consigo mais. Alessandra Queiróz”

Continua depois da publicidade
Publicidade