A Polícia Civil mandou para a cadeia uma mulher acusada de participar do assassinato do jovem Lucas Leal no bairro Parque dos Ypês 2 em Canaã dos Carajás, na última sexta (18).

Kelly Souza confessou à polícia que conhece o mandante e que instantes antes da morte de Lucas ela o distraiu para a emboscada que resultou em sua morte. De acordo com ela, sua parte no trabalho era distrair o jovem até a chegada dos dois assassinos.

A polícia também averiguou as conversas no telefone de Kelly, mas elas foram apagadas para tentar atrapalhar as investigações. Apesar da estratégia de apagar as mensagens, ela não negou o envolvimento no crime.

Kelly passará agora por audiência de custódia, onde terá o seu destino decidido.

Lucas Leal tinha 20 anos e foi assassinado com quatro tiros. A sua motocicleta Honda Broz foi roubada pelos seus algozes durante a ação, o que levou a polícia a considerar que o crime tenha sido um latrocínio, hipótese essa que está descartada.

(Com informações do Balanço Geral e da Polícia Civil)



Publicidade