Cidadãos de Canaã dos Carajás e de todo Brasil têm até o dia 6 de maio para regularizar as situações de seus títulos eleitorais. Após o prazo, quem não estiver em dia com o documento, não poderá votar nas eleições municipais de outubro, quando serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores nos 5.568 municípios do país. A data-limite vale para regularizar títulos cancelados ou realizar a transferência de domicílio eleitoral.

No ano passado, 2,4 milhões de títulos foram cancelados porque os eleitores deixaram de votar e justificar ausência por três eleições seguidas. Para a Justiça Eleitoral, cada turno equivale a uma eleição.

Para regularizar o título, o cidadão deve comparecer ao cartório eleitoral próximo a sua residência, preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE) e apresentar um documento oficial com foto. Além disso, será cobrada uma multa de R$ 3,51 por turno que o eleitor deixou de comparecer. O prazo para fazer a solicitação termina no dia 6 de maio, último dia para emissão do título e alteração de domicílio eleitoral antes das eleições.

Em Canaã dos Carajás, o Cartório Eleitoral fica localizado na Avenida JK, número 34, Centro, próximo ao Hospital Municipal. Os atendimentos acontecem das 8h às 13h.

Além de ficar impedido de votar, o cidadão que teve o título cancelado fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições.

A situação de cada eleitor pode ser verificada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O primeiro turno será realizado no dia 4 de outubro. Se necessário, o segundo turno será no dia 25 do mesmo mês.

Para regularizar a situação eleitoral, os seguintes documentos são necessários:

  • Documento original e oficial de identificação (RG, CTPS, Certidão de nascimento/Casamento, CNH – exceto para a primeira via, carteiras de identificação de categorias profissionais, etc.). O passaporte não é aceito;
  • Um comprovante de residência atualizado do titular ou de alguém com vínculo comprovado com o mesmo;
  • Para homens, na emissão da primeira via do título, a partir dos 18 anos, é necessário também o comprovante de regularidade militar (certidão de alistamento, carteira de reservista e CDI);
  • Para alteração de nome (solteiro para casado), apresentar Certidão de Casamento;
Publicidade