Luciano Gomes Cardoso, 28 anos de idade, morreu no início da noite de quarta-feira (20), no Hospital Geral de Parauapebas (HGP), local onde estava internado desde sexta-feira (15), vítima de baleamento. Ele foi atingido na cabeça por um tiro disparado por José Vicente. O motivo teria sido por causa de uma tarrafa de pesca.

O autor do crime foi preso pelo investigador Abraão Teixeira da equipe do delegado José Aquino. O acusado, José Vicente, que segue preso, responderá agora por homicídio e não mais por tentativa de homicídio.

Entenda o caso…

Segundo informações repassadas por familiares, o acusado teria discutido com o primo de Luciano Gomes identificado por Dindin. A discussão foi ocasionada por conta de uma tarrafa de pesca. Luciano estava dormindo na casa dos tios quando o acusado chegou na residência da família e com uma arma de fogo fez com que o tio abrisse a porta e o deixasse entrar.

Josê Vicente efetuou um disparo de espingarda na cabeça de Luciano Gomes, que foi confundido com o primo.

O autor do crime foi preso na ocasião e em depoimento confessou a autoria do disparo. Ele afirmou que sua intenção seria matar Dindin e não Luciano.

Publicidade