O caso aconteceu quando as Polícias Civil e Militar do Estado do Pará, em ação conjunta entre o BOPE/PMPA, o NAI Marabá, vinculado ao NIP, a Superintendência Regional do Sudeste Paraense – 10 RISP -, a DECA Marabá e a Delegacia de Polícia Civil de Curionópolis, realizavam diligências para dar cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedida contra Anderson de Souza Mota mais conhecido por “Andinho mil grau”, pela prática de roubo, ocorrido ao estabelecimento de venda de aparelhos celulares, em Marabá.

Durante a ação criminosa, além de aparelhos celulares, um agente de segurança pública foi vítima do crime e teve o armamento funcional subtraído.

Após informações obtidas com colaboradores e em bancos de dados e levantamentos em campo, a equipe de policiais recebeu a informação de que “Andinho mil grau” se encontrava escondido no município de Curionópolis, mas precisamente em Serra Pelada.
Mediante as informações as equipes policiais foram até o local onde “Andinho mil grau” poderia estar escondido e no local ao perceber os agentes da lei e receber voz de prisão, o mesmo teria atirado contra os policiais, os quais, em legítima defesa revidaram a injusta agressão, atingindo o mesmo.

Socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal de Curionópolis, Andinho mil grau não resistiu aos ferimentos e veio a óbito minutos depois.

Segundo informações nas diligências realizadas onde o fora da estava omisiado a policia apreendeu armamentos e munições.

(Neide Folha)

Publicidade