Daiane pediu ainda que população tome todos os cuidados com a higiene para evitar o pior ante a pandemia. Gestão informou que familiares do paciente morto por covid-19 em Canaã fizerem testes rápidos e tudo indica que não estão com a doença

Em entrevista gravada nesta quarta-feira (15), a secretária de Saúde, Daiane Celestrine, o prefeito Jeová Andrade e o coordenador de Vigilância e Saúde do município, Douglas Pacheco, falaram sobre o primeiro caso de paciente morto por coronavírus em Canaã. Também o primeiro caso da doença no município, a morte do homem de 48 anos assustou toda a população.

>

A gestão municipal respondendo a perguntas enviadas pela imprensa, afirmou que está apurando se o homem que morreu no município era, de fato, residente local. Em sua fala, Daiane Celestrine, reforçou a necessidade do isolamento social. “É fundamental que as pessoas continuem em casa neste período difícil. Não queremos mais casos em Canaã e isso depende muito da população. Só saia de casa quem, infelizmente, não puder ficar e, mesmo quem sair, tome todos os cuidados possíveis.”

Questionado sobre a família do paciente, Douglas Pacheco explicou que testes rápidos foram feitos nos parentes que tiveram contato com o homem. O resultado de todos foi negativo. O coordenador, no entanto, reforça que o resultado destes testes não é conclusivo, mas praticamente descartam a possibilidade da pessoa testada ter o vírus.

Respondendo a uma pergunta do site Fala Sério, a gestão afirmou que há protocolos sendo elaborados para a utilização dos testes rápidos em Canaã. “Pessoas que estão em casa com sintomas respiratórios, viajantes que voltaram do exterior ou de outros estados nos últimos 14 dias, e quem teve contato com pessoas que tiveram contatos com casos suspeitos ou confirmados. A princípio, vamos atender essas pessoas. Depois, vamos avaliar a possibilidade de estender a outros.”

O prefeito Jeová lembrou que o município já adquiriu 600 testes rápidos. “Recebemos da Vale mais 160 e vamos utilizá-los de acordo com os protocolos estabelecidos pela Saúde e Vigilância. Mas é importante reforçar que não há porque ninguém procurar os testes no Hospital ou Secretaria, pois eles serão feitos de acordo com o que foi estabelecido” finalizou.

Publicidade