Foi preso e apresentando na 20ª Seccional Urbana de Polícia Cívil de Parauapebas, acusado de homicídio e tentativa de homicídio, o borracheiro Jennys de Sousa e Sousa, 32 anos de idade, natural de Buriti-Cupú,(MA).


Ele foi pego meio hora depois de ter cometido um crime que vitimou duas mulheres que residiam no mesmo condomínio que ele, localizado na rua Humberto de Campos, 326, bairro Caetanópolis, Parauapebas. O crime aconteceu por volta de 00h30 de quinta-feira (18) após uma discussão entre o acusado e as vitimas Nathália Caroline Duarte Barbosa, 23 anos de idade, e sua companheira Luciene da Silva Ferreira, 24 anos.

De acordo com informações colhidas junto ao acusado, a confusão teria começado porque Nathália teria lhe furtado perfumes, por isso ele, que mora no apartamento 07, teria se dirigido ao AP-10 cobrar de Nathália Caroline os perfumes.

Na discussão, o clima teria esquentado e as duas mulheres teriam partido para cima dele armadas de uma faca, instante em que ele, também armado de faca, teria se defendido ferindo Nathália e Luciene. A primeira caiu na porta de seu quarto, morrendo no local. Já Luciene, ferida em três lugares do corpo, conseguiu correr para fora do condomínio vindo a cair na calçada onde foi socorrida pelo SAMU e encaminhada ao Hospital Municipal. Ela já se encontra fora de perigo. O corpo de Nathália foi recolhido pelo IML.

Enquanto isso, o acusado Jennys de Sousa se evadiu do logradouro, tomando rumo desconhecido. Porém, ele foi capturado pela guarnição da Polícia Militar, composta pelo capitão Costa e cabo Conceição, na rua Marabá, bairro da Paz, a quilômetros do crime.

Ferido e sangrando bastante, Jennys foi levado pela guarnição ao hospital para curativos onde também foi reconhecido por Luciene.

(Caetano Silva)