As cores do Palmeiras estiveram muito bem representadas no primeiro dia de competições dosJogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru. Neste sábado (24), o judoca de Parauapebas-PAThiego Marques faturou a medalha de bronze nos pesos ligeiros masculinos (até 60kg) em sua primeira participação na história do torneio.

Para chegar ao pódio, o paratleta do Verdão enfrentou adversários duros e derrotou na disputa do bronze o canadense Justin Karn com um Waza-ari, em combate que durou quatro minutos. Antes da briga pelo prêmio, Thiego derrotou na estreia da categoria Ronald Hawthorne, dos EUA. Nas semifinais, acabou superado por Henry Borges, do Uruguai.

Thiego ingressou ao judô alviverde nesta temporada após grandes exibições em torneios universitários e convocação precoce à Seleção Brasileira com apenas 18 anos. O paratleta compete na categoria B3 para deficientes visuais (capaz de definir imagens).

Natural de Parauapebas, cidade localizada a 709 quilômetros da capital paraense Belém, o paratleta, atualmente com 20 anos, é portador do albinismo, mutação genética que inibe a produção de melanina, responsável pela cor da pele e dos cabelos. Uma das consequências deste distúrbio é a perda de visão, da qual o judoca conta com menos de 30% da capacidade.

O Palmeiras também será representado nos Jogos Parapan-Americanos de Lima neste domingo (25), com a judoca Alana Maldonado, atual campeã mundial paralímpica dos pesos médios femininos (até 70kg). Em sistema de todas contra todas nesta categoria, a paratleta enfrenta na competição Lenia Fabiola Alvarez (México), Nadia Boggiano (Argentina), Cynthia Simon (EUA) e Christella Garcia (EUA) em busca do ouro inédito.

(Informações: Pebinha de Açúcar)

Publicidade