Blog do Pedro Reis

Continua depois da publicidade

Passava das 19:30 horas desta quarta feira quando a Juíza Titular da Vara Criminal de Canaã dos Carajás, Dra. Kátia Tatiana Amorim de Sousa, Presidente do Tribunal do Júri proferiu em plenário a leitura da sentença penal que condenou o réu RENIUTO DE SOUSA NOBRE, a pena de 16 anos, 08 meses e 20 dias de reclusão a ser cumprido em regime fechado em presidio estadual.
Com mais de dez horas de duração, a seção do Tribunal do Júri que começou por volta das 09 horas, marcada pela nova ordem da crise da pandemia do novo corona vírus que não permite a presença de público na seção.
Um dos momentos de tensão ficou por conta da acareação entre uma das vítimas e uma testemunha, esta irmã da vítima fatal, que afirmou em plenário que não foi seu irmão Jeovane, quem deu inicio a discussão que terminou no assassinato.
Ainda em plenário, o defensor constituído do réu, Dr. Manacés Moreira apresentou manifesto interesse em recorrer da decisão.
De qualquer modo, a população ordeira de Canaã dos Carajás, representada pelos jurados sorteados deixou claro o recado que não tolera a violência.

Publicidade