Dispositivo ‘do capeta’ bloqueia o sinal de alarme dos veículos e impede que o proprietário o tranque da maneira correta, o que facilita a vida de criminosos

Foto: G1

Ser proprietário de um veículo está cada vez mais difícil em qualquer lugar do Brasil. Em Canaã não é diferente. Enquanto milhares de trabalhadores se preocupam em pagar a parcela do carro ou da moto em dias, criminosos gastam horas, dias, meses planejando ações para se dar bem à custa dos outros.

A bola da vez é um aparelho que bloqueia o travamento de carros, conhecido como “Chapolin”. Ao estacionar, o dono aperta um botão em sua chave para acionar o alarme, no entanto, o criminoso, posicionado a até 40 metros de distância, ativa o “dispositivo do capeta” e impede que o veículo seja trancado da maneira correta.

A partir disso, a ação é previsível: o carro aberto facilita o roubo de objetos no interior e até o furto do veículo. O absurdo desta tecnologia, apesar de parecer distante, já existe em Canaã dos Carajás e está sendo utilizado por criminosos.

Na noite desta terça-feira (19), em frente à Câmara Municipal de Canaã, algumas pessoas chegaram para participar da Sessão Ordinária e perceberam o problema. “Tentei fechar o meu carro e não consegui. Achei que era um problema com a chave e fiquei bastante tempo tentando resolver isso. Foi quando mais pessoas chegaram e ninguém estava conseguindo fechar os seus carros. Todo mundo ficou assustado” explicou um dos proprietários.

Graças às ocorrências coletivas dando conta da mesma informação, a Polícia já investiga quem pode estar utilizando o aparelho do mal em Canaã.

Portanto, todo cuidado é necessário aos proprietários. A recomendação é sempre verificar se o carro foi fechado corretamente todas as vezes em que estacioná-lo e ficar atento com qualquer ação criminosa por perto.

Publicidade