Por meio de nota, a Secretária de Saúde de Parauapebas (Semsa) confirmou, na tarde desta segunda-feira (10) a morte cerebral do adolescente Wellison Farias de Azevedo, de apenas 16 anos. O jovem foi vítima de um atropelamento enquanto patinava na última sexta-feira (7). Desde o ocorrido, o jovem estava em coma e teve fraturas múltiplas em todo o corpo, além de uma grave lesão na cabeça.

Na ocasião, o adolescente foi atropelado por um Honda Civic em alta velocidade. O condutor, Marcelo Napoleão Andrade, não prestou socorro à vítima e se apresentou, na tarde deste domingo (9), dois dias depois do acidente, à Polícia Civil de Marabá.

O motorista vai responder agora pelo acontecido.

Confira a nota na íntegra:

A Secretaria de Saúde (Semsa) informa que nesta segunda-feira, 10, por volta das 13h, no Hospital Geral de Parauapebas (HGP), foi iniciada a abertura do protocolo médico de morte cerebral do paciente W. F. A., vítima de acidente de trânsito e deu entrada na unidade na madrugada do último sábado, 8.

O procedimento foi iniciado por médico neurologista após avaliações clínicas a respeito do quadro de saúde do paciente, considerado gravíssimo desde a entrada na unidade.

A Semsa frisa que todos os cuidados e recursos possíveis estão sendo garantidos ao paciente que está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e que qualquer procedimento e exames específicos só poderiam ser realizados conforme estabilização do quadro clínico, como informado anteriormente.

O paciente está sendo acompanhado por especialistas como ortopedista, neurologista, equipe de cirurgia geral, médico intensivista e demais profissionais envolvidos no atendimento de forma ininterrupta, que não mediram esforços para salvar a vida do paciente.

A Semsa deixa claro que o gravíssimo estado de saúde do jovem foi determinante para impedir qualquer tipo de exame e outros procedimentos fora da UTI, pois W. A. está completamente dependente dos aparelhos e não pode ser removido de forma alguma.

A Prefeitura de Parauapebas lamenta profundamente pelo ocorrido e se solidariza à família de W. A.