Os bebês internados na UTI Neonatal (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP), unidade gerenciada pela Pró-Saúde em Marabá, receberam uma visita de forma diferente nesta sexta-feira, 8/5.Por causa de dificuldades pessoais, algumas mães relataram que não poderiam ficar ao lado dos bebês no próximo domingo, Dia das Mães. O setor de Humanização do HRSP, então, rapidamente se mobilizou para promover a aproximação entre eles.Assim, os bebês foram “visitados” pelas mamães por meio de uma chamada de vídeo para assegurar os laços familiares.

>

A iniciativa buscou promover estímulo afetivo nos bebês, além de trazer conforto emocional para as mães.A chamada por vídeo ainda garante que as mães continuem acompanhando a evolução da saúde dos pequenos ao mesmo tempo que alivia a saudade dos filhos até o dia da alta hospitalar.As famílias dos recém-nascidos Hernan Victor de Meneses e Mariáh Ferreira Lopes foram os primeiros contemplados. A iniciativa se estenderá a todas mães que não possam ficar ao lado dos bebês na UTI Neonatal do Regional, que possui nove leitos de alta complexidade.O HRSP assegura o direito à presença das mães 24h por dia na UTI Neonatal ao lado de bebês hospitalizados, seguindo todas as diretrizes e recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Outras ações de humanização também estão previstas para estas mães que ficarão na UTI ao lado dos bebês neste fim de semana.O Regional de Marabá é referência em atendimento de média e alta complexidades para 22 municípios paraenses. A unidade possui perfil cirúrgico e habilitação em Traumato-ortopedia pelo Ministério da Saúde, oferecendo atendimento gratuito em diversas especialidades, além de um Centro de Hemodiálise.Sobre a Pró-SaúdeA Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Publicidade