No início da noite de terça-feira (22), a Polícia Civil de Parauapebas prendeu o açougueiro Ivanilton Santos da Silva, de 24 anos de idade, conhecido como “Bhaia”, em cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido pela 2a Vara Criminal de Parauapebas dado o envolvimento dele nas mortes de Jeilson Coelho e de Wesley de Jesus, que ocorreram em maio de 2020.

Dias depois dos familiares de Jeilson e de Wesley registrarem o desaparecimento deles, a Polícia Civil encontrou os corpos dos desaparecidos num sítio localizado depois da Vila Palmares II. Naquela oportunidade, foi preso Mateus Alves da Cunha, o Mateus Biro-Biro, dada a sua participação na ocultação dos cadáveres.

Continua depois da publicidade

Em razão da continuidade das investigações, Bhaia foi apontado como sendo um dos membros do PCC que estavam dentre aqueles que simularam ser da facção rival para fins de atrair Jeilson e Wesley para um local que pudessem ser mortos e seus corpos escondidos. Face a isso, a Autoridade Policial representou pela prisão dele que foi deferida pelo Poder Judiciário. Na manhã de quarta-feira 23, Ivanilton Santos foi submetido a exames de corpo delito e em seguida encaminho para o presídio de Parauapebas, da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (SEAP), localizado no complexo VS-10, onde ficará a disposição da justiça.

(Neide Folha)

Publicidade