Na tarde de ontem (31), por volta das 16 horas, a Polícia Civil tomou conhecimento de que uma pessoa alvejada por cerca de cinco disparos de arma de fogo teria dado entrada no Hospital Geral de Parauapebas. Iniciadas as diligências, presididas pelo DPC Dufrae Abade, as equipes do Plantão e do Expediente lograram êxito na realização da prisão de ABADA ALBUQUERQUE MARINHO e de SELMA CRISTINA EVANGELISTA DE MELO, depois de uma operação de mais de 14 horas.

De acordo com os fatos apurados, o alvejado, L. C. A. D. S. adolescente de 16, transitava pelas ruas do bairro Cidade Jardim, quando foi abordado por funcionários da empresa de segurança privada denominada LION SEGURANÇA.

Continua depois da publicidade

Passo seguinte, o adolescente foi levado para dentro da casa de SELMA, onde também funciona a sede da empresa. Passado algum tempo, mais um homem, já identificado pelos policiais, se juntou ao grupo e levaram o menor para a Vila Palmares onde o menor foi torturado.

Não satisfeitos, um dos criminosos realizou vários disparos de arma de fogo contra o adolescente, tendo ele sido atingido no braço, na barriga, no ombro e nas costas.

Mesmo ferido, o adolescente conseguiu se embrenhar numa área de mata e fugir de seus algozes. Horas depois, obteve ajuda de um estranho que o levou para a unidade hospitalar.

Na posse de ABADA, a polícia encontrou 01 REVÓLVER e 01 COLETE da empresa de segurança.

Neide Folha

Publicidade